Posts Tagged ‘consultório sentimental’

o filho alheio.

Boa tarde, Ericka, tudo bem?

Creio que meu caso é o mais complicado de todos que você já deve ter recebido por aqui. Tenho 26 anos, moro em Maringá, Paraná, e namorei por 6 anos o homem que pensei ser o amor da minha vida. Ele terminou o relacionamento comigo há 10 meses e,3 meses depois que estávamos separados comecei a sair com um colega de trabalho que sempre pareceu se interessar por mim. Não sou uma irresponsável, sempre tomei todas as medidas necessárias para evitar uma possível gravidez, mas descobri, há exatos 2 meses, que estava grávida desse relacionamento posterior ao meu longo namoro. Minha família está super envergonhada e a notícia não foi nada bem recebida. Pra completar o drama todo, o “colega de trabalho” (vamos chamá-lo assim…) e agora pai, não quer assumir o filho. Disse que tudo aconteceu muito rápido, que não tem certeza daquilo que quer, que eu que me vire sozinha. Estou desesperada.

Meu namorado de 6 anos, obviamente, soube de toda essa situação, e  propôs reatar nosso antigo relacionamento, assumir o filho e me ajudar a enfrentar essa barra, mas não acho justo. Em primeiro lugar porque, segundo ele, não havia mais sentimento que o prendesse a mim e porque depois de tudo acabado, eu mesma comecei a perceber que ele tinha razão, que estávamos empurrando o namoro com a barriga por puro hábito e costume de estarmos lá, um com o outro.

O que fazer? Embarco nessa nova chance, formo uma família, dou um nome para o meu filho, ou permaneço sozinha? Me ajude por favor.

Beijo grande, aguardo ansiosamente!

*****

Oi, xuxu!

Quando você começou a escrever o e-mail, não imaginei que a situação fosse REALMENTE complicada. Todos os problemas quando estão acontecendo na nossa vida tendem a parecer os mais complexos do mundo e a maior parte dos e-mails que chegam aqui no Consultório já começam falando do quão difícil é a situação e tudo mais…Mas, de fato, falar de filhos, antigos relacionamentos… É mesmo delicado e envolve muitos sentimentos. Vamos ver no que eu posso ser útil!

Em primeiro lugar, não posso julgar se você foi ou não irresponsável. Conheço muitas mulheres que sempre se cuidaram para evitar gravidez  e, ainda assim, num lapso, estavam lá, esperando um filho por algum comportamento impulsivo… Enfim, os porquês de você ter engravidado nesse curto relacionamento e não no outro não competem a mim, o negócio agora é lidar com a situação.

Filho, você já sabe, é pra vida inteira. É responsabilidade, é gasto, é educação… E ter uma família, não seria ruim. Deve ser exatamente por isso que você cogitou unir-se novamente ao seu antigo namorado que esteve presente por tantos anos e tentar formar, enfim, uma família. Eu acho complicado. Na verdade, as duas situações são. Se vocês terminaram o relacionamento em comum acordo, se respeitam, são amigos e não existe mais nada além de uma enorme consideração, vale a pena tentar um envolvimento? Quais as chances desse namoro suportar todas as dificuldades que estão por vir sem nenhum sentimento? Você acha que as coisas podem voltar a ser boas como foram um dia? Pode voltar a existir algum sentimento? Essas são questões que só você pode colocar na balança, não tenho como opinar. Só acho que ficar juntos apenas por compaixão, não funciona. Quer dizer, ATÉ funciona. Mas pode deixar ambos muito infelizes, presos a um compromisso inventado e que não necessariamente é a melhor solução. Você é jovem vai ter ainda muitas oportunidades de conhecer alguém que te ame, respeite e que aceite conviver com essa criança que está por vir. Parece impossível, desesperador, coisa de filme… Mas a vida tem dessas, acontece. É um risco, mas creio que essa seja a solução mais prudente no seu caso. Será que fui útil?

Num existe uma única resposta pro seu problema, aliás, pra nenhum problema!! Tentei te aconselhar ao máximo da forma que eu agiria se estivesse no seu lugar, te desejo toda sorte e força possível! E se precisar, estamos ai!

Um beijão! E me mande fotos do neném! =]

Ericka.

*****

Quer participar do Consultório? Envie seu e-mail para hipervitaminose.blog@gmail.com e saiba minha opinião sobre seu causo… Num dói, não! Eu garanto! =]

 

casamento imaginário.

Oi, linda!
Vê só!

Não me considero ingênua quando o assunto é relacionamento, mesmo porque já deu pra aprender muita coisa nessa vida! Mas estou vivendo uma história que contraria todas as minhas teorias sobre homens galinha. Ele é tipo o homem que eu pedi pra Papai do Céu… Só acho que eu esqueci de dizer na oração que tinha que ser solteiro…!

Vamos à história:

Conheci o Léo em um evento em novembro, através de amigos em comum. No primeiro dia ele não deu demonstrações de que sequer havia notado a minha presença, mas no dia seguinte começamos a conversar, e conversamos como se nos conhecêssemos há muito tempo. Como o evento estava terminando, ele pediu meu telefone e me deu o dele. Depois disso trocamos MSN e no fim de semana seguinte ele me chamou pra sair. Tudo perfeito! Até chegar o Natal e ele me dizer que mora com a mulher e ia passar o Natal na casa do sogro. Não encuquei com isso, porque na verdade saber disso não mudou nada o que eu já sentia por ele e podíamos perfeitamente continuar amigos, já que nos encontraríamos em outros eventos inevitavelmente. Continuamos conversando e saímos novamente.

[Agora a história fica confusa!]

O que tá me intrigando é que: 1. Nas vezes em que saímos, fomos pro bairro onde ele mora, pros lugares que ele frequenta; 2. Ele já me chamou pra sair num sábado a tarde, para um lugar público; 3. Ninguém (dos meus conhecidos e confiáveis!) NUNCA viu a namorada/esposa dele; 4. Ele já me levou na casa dele; 5. Ele disse que tem que se segurar pra não se apaixonar por mim; 6. Ele me convidou pra festa de aniversário dele; 7. Ele sempre responde mensagem no celular; 8. Ele me chama qdo tô online no MSN; 9. Sempre chama pra sair no final de semana…

Vem cá, eu tô muito loca ou essa história tá mal contada mesmo??? O cara é um galinha e eu tô me iludindo, ou você consegue ver alguma outra explicação menos sórdida?

*****

Vamos lá, seu caso é complicadíssimo…
Não sei em que tipo de categoria do mundo cafajestístico o seu bofe se encaixa, porque não consigo entender todas essas atitudes tanto quanto você! A única coisa que eu sei é a seguinte: ao invés de ficar caçando provas do tal casamento dele, porque não pular fora? Ou o cara tem mesmo uma esposa, ausente, que vive viajando e aparentemente não se importa dele curtir os finais de semana livre dela ou ele mentiu pra você desde o inicio porque tem PAVOR de compromisso. Ou seja, ele age para ter o melhor que você pode proporcionar, mas, ao mesmo tempo, mantém a história que é casado, que não pode se apaixonar, se envolver… Porque não quer ter ninguém. Acho que com homem comprometido não se mexe, é complicado, mesmo que ele dê todos os sinais que prefere você à suposta OUTRA. O que voce deve ter em mente é que mesmo se não existir de fato a oficial, ele não te quer, definitivamente, como algo mais sério, porque quem quer, tem. Faz por merecer, é mais presente, corre atrás da bola.

Suma. Não mande mensagens, não aceite convites, não fique saracutiando com ele pelo bairro pra que todo mundo veja que você está super curtindo essa idéia. APOSTO que ele vai sumir. Se não, você deve colocar o cara na parede porque essa não é a postura que você gostaria que ele tivesse se ele fosse o SEU marido. E você também não é nenhuma vagabunda, ou ingênua a ponto de acreditar em tudo que ele diz e na forma que ele age. CUIDADO com esses lobos vestidos em pele de cordeiro, se é tão bom estar com você como ele diz, e ele de fato demonstra isso, por que não ESTAR DE VEZ? Por que essa história de ex?
Valorize-se! E tente aplicar o golpe no golpista… Vamos reverter esse jogo aí porque não quero mais ver uma mulher no mundo se envolver com homens misteriosos que tendem para o lado ruim da força… HAUHAUHUAHUAHUAH…

Um beijão, boa sorte e me mande noticias!

Ericka.

*****

Quer participar do Consultório? Envie seu e-mail para hipervitaminose.blog@gmail.com e saiba minha opinião sobre seu causo… Num dói, não! Eu garanto! =]

caso de família.

Oi querida!
Estou em uma situação o tanto quando “desesperadora”… Meu namorado é um ex-galinha, já transou com várias, pegou a cidade inteira… As meninas ficam em cima, eu fico mto irritada, ligam de madrugada… Até as primas ficam em cima dele! E eu sou uma pessoa totalmente ciumenta… Ele tá comigo sempre, sabe? Se ele me trair, só se for na faculdade (o que eu não acho totalmente impossível)… Eu me sinto muito incomodada com isso, em lembrar de todo o passado dele, eu sei que isso não devia importar, porque comigo ele é um princípe, sabe? Me trata mto bem mesmo… Mas sempre fico com o pé atrás e não consigo confiar. Um dia teve uma história dele com uma “amiga” minha, ele adicionou ela no msn e ficou dizendo que ela era bonita e todas aquelas coisas que a gente sabe que um homem namorando fala mesmo assim! No começo do namoro sem saber de nada disso, me sentia nas nuvens, me sentia a pessoa mais amada do mundo… Mas agora, fico sem vontade de ficar com ele, o sexo não tem mais graça, mas minha família ama ele e toda vez que penso em terminar ou sei lá, eles são contra mim e dizem que nunca vou arrumar alguém igual ele… Eu fico totalmente perdida sem saber o que fazer… Minha situação é muito complicada, além de tudo isso, EU NÃO SUPORTO A FAMÍLIA DELE, é claro, que você depois de ler tudo isso vai pensar “e o que essa menina ainda está fazendo com ele”, mas por algum motivo, eu também tenho medo de ficar sozinha… Eu não confio nas pessoas por uma trauma de um ex meu (que vai ser pra sempre o amor da minha vida, pois o que eu vivi com ele acho que nunca mais vou viver com alguém), mas ele vivia me traindo… Sempre mesmo, fico até mal de falar isso, mas eu era uma burra. Novinha, né, me iludi e me ferrei. Agora sou tão fria… Não sei, só queria mto um conselho pra saber o que eu faço, o que eu mudo, o que faço da minha vida… Porque estou tão perdida, às vezes tenho vontade de fazer minhas malas e ir pra algum lugar bem longe daqui ficar sozinha e pensar…

Ai! É, isso. Espero que me dê uma luz!!!

Beijosssss!

*****

Oi, xuxu!

Seu caso é mais comum que você pensa. Não te acho doida por continuar com o seu namorado em meio a toda essa situação, principalmente em relação à parte em que você diz que nunca mais vai encontrar alguém como ele e que vai ficar sozinha caso desista desse relacionamento escravo em que você está! Vamos aos pontos, com calma, pra ver o que podemos fazer…

O cara é um galinha, de fato. Você pode controlá-lo, estar com ele em todos os lugares, mas sem confiança… Não dá. Por mais que tenhamos ciência de cada passo que o sujeito execute, traição vai muito além de concretizar os fatos. Só por ele ficar de conversinha mole, com uma AMIGA sua, já indica que ele não teme o perigo. E, também, que você precisa escolher melhor as pessoas que chama de amiga… Enfim…O relacionamento, por mais vantajoso que você julgue ser, está cansativo. E essa história do sexo não ser mais interessante? Que TERROR. Não estou vendo assim tantas vantagens como você está…A possibilidade dele encontrar alguém interesssante, te deixar de lado ou dele simplesmente te trair, situação que você já viveu anteriormente, te assombra. Você quer viver com medo? É o típico caso de namoro “síndrome do pânico”. Você teve um trauma, o cara não te dá segurança, você pira ocasionalmente, mas, aos poucos, retoma a confiança na relação e acha que está tudo sob controle… Até que BANG. Alguma coisa vem e te enfraquece novamente.

Você disse que a família dele é insuportável, certo? Isso é, de longe, a pior coisa num relacionamento. Não sei nem quais são seus motivos pra sentir isso em relação a eles, mas sei que é uma droga. Quando nos unimos à alguém, inevitavelmente, nos unimos à familia dessa pessoa e não há relacionamento que não se abale por uma convivência familiar ruim. Há casos em que dá pra relevar, outros, não. E, sinceramente, na sua situação, a convivêrncia familiar só seria de grande importância para você se sentir segura. Ter sogros que te amassaem garantiria maior controle sobre ele, coisa que você pode acreditar ter, mas que você no fundo sabe que é impossível. Sabe que nem aquela geleinha de brincar da infância? Quanto mais a gente aperta, mais ela escapa entre os dedos? Então… Assim é o relacionamento no qual uma pessoa assume o posto de xerife e outra de réu. Pode dar certo durante anos e anos, mas se não mudar de perfil, está fadado ao fracasso.

Sabe, Miriam, você merece estar com alguém que DESEJE estar com você e que tenha motivos que vão além de uma bunda, um sorriso ou um cabelo bonito para não te trair. Sempre existirá mulheres mais bonitas, mais interessantes, menos problemáticas… E homens também. Não adianta querer que o cara se torne o padre Marcelo Rossi, as pessoas só se transformam se desejarem de fato que isso aconteça. Porque a outra vale a pena. E não é que você não valha. É que tem gente que simplesmente não enxerga o valor das coisas que tem quando elas estão por perto…Creio que a situação, ao contrário do que você vê, é ruim PRA ELE. É ele quem não encontrará por aí alguém como você, por mais que a sua família o ache maravilhoso e digno de todos os louvores. Só você sabe o que vive. E só você pode decidir até que ponto se torturar assim te faz feliz.

Espero ter ajudado, muita boa sorte em qualquer decisão que você tiver!

Um bjão,

Ericka.

*****

Quer participar do Consultório? Envie seu e-mail para hipervitaminose.blog@gmail.com e saiba minha opinião sobre seu causo… Num dói, não! Eu garanto! =]

nunca fui beijada.

Olá, Ericka!

Até meus 17 anos nunca tive problemas comigo mesma por nunca ter me interessado por alguém ou por não ter despertado o interesse do sexo oposto. No entanto, estou agora com 19 anos e isso realmente me incomoda. Nunca fui beijada, mas sou uma garota romântica… Quero casar, ter filhos, mas temo não encontrar alguém com quem me identifico… As vezes acho que ninguém se interessa por mim porque tenho a inteligência acima da média, ainda que minha aparência destoe bastante do típo ‘nerd’.

Será que tenho alguma chance de realizar meu sonho?

Beijos e obrigada desde já.

*****

Oi, querida!

Desculpe pela demora em responder seu e-mail! Ando recebendo tantas coisas por aqui e estou tão alucinada com a minha faculdade que fica difícil dar a atenção que todo mundo merece!

Quanto ao seu problema, que eu nem chamaria de problema, não se preocupe. Quem disse que você não desperta interesse no sexo oposto? Talvez você nem se dê conta do seu próprio potencial. Apesar de ter colocado na cabeça esse sentimento de “atraso” em relação aos outros você ainda é nova, acredite. Tenho uma amigona que também nunca tinha sido beijada aos 18 anos de idade, você não é a primeira nem a última mulher do mundo a se questionar se um dia vai ser capaz de ser feliz ao lado de alguém e ter família, filhos e tudo o mais. Mas vamos por partes. O fato dessa minha amiga nunca ter beijado ninguém de nada tinha a ver com ela ser feia, esquisita, desinteressante ou sei lá eu o que. O que acontecia era uma super timidez aliada ao fato dela nunca ter encontrado um carinha que realmente valesse a pena qualquer envolvimento. Aliás, falando nisso, não coloque grandes expectativas no primeiro beijo porque às vezes são elas as responsáveis por toda essa sua apreensão; você fica buscando um príncipe que não chega, um estalo que não sente, um algo a mais que, de repente, não tem como existir do nada, sem uma conversa, uma conquista, uma paquerinha mesmo que seja boba.

Ninguém do sexo oposto se sente atraído por você ou é você que nunca foi correspondida em relação aos seus escolhidos do sexo oposto? Existe uma grande diferença aí.

Você tem todas as chances do mundo de realizar seu sonho, aliás, é só estar aberta às possibilidades. Se acreditar que o fato de ser inteligente “afasta” pretendentes, talvez você não esteja sentindo-se atraída pelas pessoas certas. Ou talvez não esteja enxergando que ser interessante é um misto de muitas outras características que começam, em um primeiro momento, na imagem que você passa pras pessoas. Que tal homens mais velhos? Você faz faculdade? O que pensa de verdade sobre você? Você é do tipo divertido ou mais tímido? O que espera de um namorado? Possui amigos homens? O que eles pensam sobre você? Saber o que deseja é o primeiro passo para chegar lá, até porque, na grande maioria dos casos e, ainda bem, não é o primeiro carinha que a gente beija que vira nosso futuro marido. Pense nisso.

O importante, acima de tudo, é não ficar se preocupando com o fato de ainda não ter se apaixonado e sim com o fato de que isso vai acontecer naturalmente um dia, sem dramas!

Espero ter ajudado!

Publiquei a resposta do seu e-mail diretamente aqui no blog porque quando te mando a resposta via e-mail, ela volta! Espero que você leia!

Um beijo enorme,

Ericka.

*****

Quer participar do Consultório? Envie seu e-mail para hipervitaminose.blog@gmail.com e saiba minha opinião sobre seu causo… Num dói, não! Eu garanto! =]

*****

A fofíssima Mari Mansur acaba de postar um texto fresquinho e suuuper interessante que tem a ver com um que eu postei há um tempinho por aqui! Corre lá, vale a pena dar uma olhadinha!

cafajeste arrependido.

Querida Ericka, tudo bem?

Sou um cafajeste e trai todas as minhas namoradas anteriores. Resolvi namorar com a Gabi* porque ela é a única mulher que faz com que eu não olhe pros lados; é rédea curta, excelente, amiga, companheira e amante. Até aí, tudo bem. O problema é que a minha lista de contatos é longa e eu não consigo me livrar da mulherada. Se elas se jogam, eu respondo. Passo horas conectado à internet pois trabalho com isso, MSN e Skype são terrenos férteis para infidelidade. Até a própria Gabi já leu inúmeros históricos inadequados para um cara comprometido e fez vista grossa, só que agora a coisa ficou feia. Ela sempre entendeu esse meu lado mulherengo, mas mês passado deu um basta: interceptou uns e-mails entre eu e uma prima que mora em Aracaju com a qual eu sempre mantive um caso e terminou comigo de vez, arrasada. Nao traí a Gabi, mas não sei controlar os xavecos, não consigo cortar. Estou desesperado e sem defesas porque apesar de não ter concretizado nada com nenhuma das minhas “mulheres virtuais” ela já havia me dado outras chances e eu a decepcionei. Como ter a minha Gabi de volta?

Um abraço,

Cafa arrependido.

*****

Caro Cafa arrependido, eu estou bem sim! As coisas mudaram pro seu lado ou o barraco desabou de vez?

Seu caso é grave. Creio que nem com reza brava você terá sua mulher de volta, porque se ela já havia lido coisas desse mesmo calibre e te dado chances você bobeou no grau máximo até ela se irritar (ou perceber que você continua mesmo sendo um grande fdp). Como assim não consegue controlar a mulherada? Você deve é SE controlar! Essa coisa de ficar dando corda pra romance online é péssima, traição não começa NUNCA no mundo real, lembre-se disso. Você certamente odiaria se ela agisse dessa forma. Não basta ter uma mulher companheira que te ame e ainda tolere alguns deslizes desse tipo, ocasionalmente? Você já não saiu do processo de repescagem da Gabi, sde ela tiver meio ponto de amor próprio ela num cai de novo na sua rede, faça-me o favor. Como pode haver relacionamento se não há confiança? Você mesmo diz ter traído todas as suas ex-namoradas e ela com certeza tem conhecimento desse fato se vocês eram amigos antes de tudo, muito me admira alguém embarcar nessa enrascada. Tudo bem, vai, acredito que as pessoas possam mudar de verdade, deixar de trair por alguém que elas realmente acreditem que valha a pena, mas você deu a entender que ela era essa pessoa pela qual tamanho “sacrifício” valesse a pena? Ou só deu provas consecutivas de que continua sendo um mané?

Como milagres acontecem o tempo todo (e mulheres não desistem com facilidade…) não acho impossível, impossibilíssimo que ela volte, mesmo sabendo que não deve. O amor emburrece, já vi esse filme. Mas, de qualquer forma, gostaria que você sofresse mais um bocadinho pra somente PENSAR  na possibilidade de perder pra sempre a chance de estar com alguém que realmente parecia valer a pena devido a uma imaturidade dessas.

Um beijo,

Ericka.

*** Pra você que acompanha sempre o blog, fiz uma participação no nosso queridíssimo 3meia5, falando um pouquinho sobre o meu dia! Corre lá pra conferir!***

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.