ainda sobre amores verdadeiros…

Tenho uma amigona do peito há 23 anos. Aliás, a maioria dos meus amigos são assim, de infância, essa coisa de crescer junto e estar sempre presente mesmo com todas as diferenças, sabe como? Então…

Como é natural na vida de quem se conhece há tantos tempo a família dela também se tornou um pouco minha. Tio, vó, vô, cachorro e papagaio. Todo mundo junto. De almoçar, de se encontrar no Natal e ano novo, de fazer parte mesmo da história uma da vida da outra. Quando a gente ama e se importa com alguém as pessoas que essa pessoa ama tornam-se uma extensão das nossas vidas e, automaticamente, passamos a carregar um pouco delas também; passamos a amá-las como se sempre estivessem por perto.

Essa minha amiga tem um primo que eu sempre considerei demais. E esse primo tinha um amor impossível no qual só eu, durante um ano, acreditava que poderia se tornar realidade. E se tornou. E eu vim aqui escrever sobre a Ana e o Renan pra que vocês também acreditem nos sentimentos verdadeiros e também pra desejar que, assim como eles, nos tornemos capazes de amar dessa forma. E a historia é a seguinte…

Numa dessas tardes sem ter o que fazer ele resolveu usar o tempo inútil de internet para aprender alguma coisa. Nas  aulas de alemão em troca das aulas de português ele esbarrou no espanhol de uma simpática paraguaia, que apesar das dificuldades já tinha bastante familiaridade com a língua do nosso país. Os encontros online que eram para ser uma vez por semana se tornaram diários. E eram manhãs, tardes e noites de trocas culturais, pessoais e emocionais. E os sentimentos iam ficando cada vez mais claros.

Os números não eram nada animadores. Dez anos de diferença de idade e 1200 quilômetros separados de qualquer contato físico. Um ano de namoro online, de ciúmes, mensagens e descrédito. Como Eduardo e Mônica, eram Renan e Ana. E como me é peculiar, eu agia de psicóloga, conselheira e amiga enxergando em cada mensagem dele um pouquinho mais de desejo de finalmente encontrá-la ao vivo pela primeira vez.

Em março ele planejou uma viagem para Foz que deu totalmente errado. Guardou dinheiro, mas não tinha companhia, a família achava tudo uma grande loucura e ele não poderia dizer quais eram os reais motivos de querer ir para tão longe. Ver as cataratas não fazia exatamente parte do roteiro turístico.

Em julhoo, no dia do aniversário dele fui dar as devidas parabenizações. Foi aí, que, eufórico, ele me deu a notícia: ” A Ana está vindo para cá. Preciso ir encontrar com ela, depois a gente se fala, ela vai chegar para o meu aniversário.”

E chegou. E depois de 25 horas de viagem num ônibus e de um desembarque com atraso ao terminal Tietê, um beijo épico e a melhor semana que alguém poderia desejar para si. Com certeza, não será a última.

Os sonhos parecem distantes, as dificuldades inexprimíveis, mas a esperança, as saudades e as diferenças se anulam quando há amor. Em breve, Anita se tornará uma cidadã brasileira e eu, madrinha de mais uma história daquelas de tirar o fôlego.

E de fazer bem ao coração.

*****

Anita,

Tengo verguenza de hablar contigo por el msn por que mi español és horrible. Cuando vengas de vacaciones en Santos con mi queridisimo Renan voy abrazarte como si ya te conociera, por que yo creo en el amor que vosotros tienen desde el comienzo y sé q el no iba a elegir cualquer persona para estar a su lado, vos sos muy especial. Muchas bendiciones a vosotros y que las cosas se arreglen y q vengas para el Brasil!

muchos besos,

Ericka.

Ps: Renan me ayudo a traducir todo eso! Hauhahauhau...

One response to this post.

  1. Posted by Mavi on 26/07/2010 at 01:04

    Que bonita historia!!!!, me encantó, a veces los sueños se convierten en realidad y como dice la canción de Serrat; “de vez en cuando la vida nos da un beso en la boca, se hace de nuestra medida…”

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: