cheiro de passado.

 

tudo se encontra...

 

Lendo esse post no  blog da Lette me dei conta de algo que faço constantemente, mas sei que é perigosissimo para a saúde emocional (e para estimular a ressaca moral): a análise de relacionamentos. Ter muito tempo livre significa pensar demais naquilo que não devemos. Unindo isso à maldita curiosidade acabamos por fazer uma investigação desenfreada do nosso passado amoroso, o que não é bacana. Há assuntos que jamais conseguimos superar, mas que para a outra pessoa, que um dia esteve envolvida com estes mesmos acontecimentos, nem foram importantes. Às vezes essas situações e nóias nunca existiram. Às vezes haviam terceiros, quartos e quintos influenciados por esses mesmos problemas, inclusive, simultaneamente à você. Às vezes você esbarra naquilo que desajaria não saber. Pior que ir ao encontro do passado é encontrar com ele, sem querer, no presente.

Quando as informações insistem em chegar por a + b nas nossas vidas sendo vontade nossa ou não. Nessas horas, minhas caras, é preciso ter estômago; e muito sangue frio para admitir que passamos grande parte das nossas vidas envolvidas com babacas. Eu tenho amizade com ex-namorados. Comento de ex-namorados com atuais namorados. Sendo essa uma conduta certa ou errada é a postura que me é comum. Se numa cidade como São Paulo todo mundo descobre sobre a vida de todo mundo, se investigarmos em Santos com um amigo em comum do Orkut  todos os segredos mais sórdidos vem à tona. Nessa terra, que aqui se faz, aqui se paga. É melhor ter teto de vidro que decepcionar alguém que amamos com uma imagem nossa que não é real. Homens, aprendam isso.

Errei demais no meu passado. Já traí, já enganei, já menti, já fiz tudo de mais humano que alguém pode fazer. Tendo consciência de quem eu sou e de quem eu já fui, fiz um acordo comigo de que quando as feridas ainda estão abertas é preciso ficar longe de qualquer informação que possa vir a me machucar. Se com o passar do tempo as verdades insistirem em brotar aqui ou ali indesejávelmente, se bater aquele sentimento de que perdi tempo, fui usada ou vivi um conto de fadas que JAMAIS existiu é melhor, antes de deixar me afetar, respirar fundo.

E jamais me deixar abater por pessoas que eu já tinha consciência de que não valiam a pena.

2 responses to this post.

  1. A última frase do seu post resume tudo o que eu pensei e senti quando vivi essa situação que vc linkou (que na realidade ainda estou digerindo): “E não se deixar abater por pessoas que já tínhamos consciência de que não valiam a pena”. Eu já sabia; eu não fui enganada. Mas aconteceu que às vezes desejamos viver vidas que não somos capazes, simplesmente porque dependemos das outras pessoas para que tudo aconteça como o planejado. E pessoas, amiga, são imprevisíveis.
    Ok tripudiar dos meus sentimentos, mas precisei respirar BEEEEM fundo pra aceitar que meu mais belo passado, de fato jamais existiu.
    Obrigada pelas palavras. TE AMO!

    Responder

  2. Posted by Giu on 25/07/2010 at 15:18

    Acho que o que a Paula falou é muito verdade. A gente num é tonta: a gente saca quando a pessoa é podre, mas às vezes a gente vai seguindo em frente achando que isso vai mudar, que no futuro ele vai se corrigir ou que a situação vai melhorar. Então o pior não é tomar aquele susto de “oh, jamais esperava por isso”, mas é perceber o tanto que vc fez e o tanto que perdeu por alguém assim, é começar a enxergar a verdade por trás de situações que nos passavam uma outra imagem. Mas, como eu disse no blog dela, que fique pelo menso o aprendizado, porque isso sempre dá pra tirar dessas situações e é só ele que no ajuda a suportar a dor que esse tipo de coisa causa.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: