pelas brigas.

Pode parecer loucura, mas acho que para um namoro, casamento ou qualquer tipo de relacionamento dar certo as pessoas devem brigar. E discutir, discordar, expor suas opiniões. Devem também escutar e não somente ouvir. Escutar implica em interpretar e digerir o que foi ouvido, mudar de rumo se for necessário e até mesmo contra argumentar quando preciso. E é necessário saber desculpar possíveis ofensas que surjam no calor da discussão, relevar. Saber a hora de parar, como, quando, onde e a forma certa de se justificar. As pessoas, felizmente, não vieram do mesmo pai nem da mesma mãe que você, seria bizarro relacionar-se se fosse assim. Não tiveram os mesmos amigos, presentes, vivências e histórias, o que é ótimo.

Como é entediante estar com alguém que é uma cópia nossa e que não tem nada a nos acrescentar. Como é ruim não poder conversar.

Da mesma forma que há o lado bom de se dizer aquilo que pensa, há também o lado ruim: nem todo mundo é flexível e capaz de enxergar que existe vida e razão fora do seu próprio universo.

Acredito que todos nós somos metódicos, tinhosos, xiitas e estranhos, cada qual na sua proporção. É extremamente difícil manter um relacionamento de qualidade sem discordar em pelo menos metade dos aspectos. Na verdade, acho impossível. Bons relacionamentos partem de pessoas que se admiram, se respeitam e consideram que o outro tem algo a acrescentar. Se não houver briga, como haver reconciliação? Como mudar aquela parte que pode estar errada em você?  Como esperar que o outro entenda o seu ponto de vista e o respeite mesmo que não concorde com ele se não houver uns arranca rabos vez ou outra?

Ao time dos que evitam uma discussão acolarada meu conselhos sincero: melhor sermos aquilo que acreditamos e transparecermos do que ficar uma vida inteira engolindo opiniões e vivendo situações que nos desagradam. Ou que até mesmo, por fim, minem o nosso sentimento.

E deixo uma adendo em relação às brigas; expor-se dói. Mas é infinitamente mais prazeroso quando se constróem referências em comum com a outra pessoa e passamos a viver delas. Vale a pena. Porque, afinal de contas, estar com alguém não é construir novas pontes com essa pessoa?

One response to this post.

  1. Posted by Giu on 26/08/2010 at 12:23

    Brigas são necessárias, mas também são tão desgastantes que nem sempre vale a pena. O desafio é vc saber por quais pontos vale a pena lutar e quais é melhor deixar de lado, onde bater o pé e onde ceder.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: