ele não me deu oi.

Eu ligo e ele não me atende...

Nós mulheres inventamos regras sem sentido para não nos envolvermos demais. Depois de cair de amores por qualquer ombro mais malhadinho com sorriso marcante, aprendemos que é necessário mais do que um rostinho bonito pra nos fazer esquecer da vida e declamar “ai ais” por aí. Tudo bem que nesse caso em específico não era só um rostinho, era um papo, uma graça toda, um charme, um bom humor e záz. Mas vocês entenderam o que eu estou querendo dizer.

Obviamente não estou escrevendo sobre mim, mas em primeira pessoa me expresso melhor. E, afinal de contas, esta não é exatamente a narração de um relacionamento homem/mulher específico, é uma soma de muitos que acompanho por aí. Mulheres, meus caros, são todas iguais.

Depois do filme “Ele não está tão afim de você” ficamos todas drásticas. Se você não atende um telefonema, não responde no MSN, diz que tem casamento no final de semana e que não pode pegar um barzinho depois das seis é batata: você está nos dando uma bota, um sinal EXPLÍCITO de que prefere ver o campeonato de malha do seu avô do que nos dar atenção por algumas horinhas na internet. Isso aí. A gente conta pras amigas o FURO que levou. A gente desiste de xavecar vocês e de ser receptiva a qualquer futura nova investida (nem sempre) e volta pra vida de meu Deus sem expectativas de um casinho emocionante pra chamar de nosso.

Sabemos que as comédias românticas são de mentira. Que o mundo real tem futebol, vale tudo, trabalho e academia. Os homens tem vida além da gente, gente, pelamordealá. Vão tomar banho e ligam a música no máximo. Nem lembram que você pode mandar um “oi” no MSN. Dormem e esquecem o celular na mochila, no vibracall. Não atendem nem a MÃE DELES, porque diabos estarão disponíveis pra responder o SMS de “saudades” que você mandou as 3 e 45 da manhã?

HEEELLOOOOOOWWW.

Tudo bem que se o cara for indiferente demais você também não pode acreditar que tudo são desencontros nessa vida, mas vamos ser simples: você mandou, ele não respondeu/atendeu/retornou?  DESENCANA. Sem sofrimento, sem neurose, como diria a mãe loira do funk. Afinal, era um lance ou romance?

E chega de tanto pessimismo. No meio de tanta escrotidão o amor ainda acontece. Acreditem.

4 responses to this post.

  1. Posted by Giu on 21/10/2010 at 08:02

    A questão é que a gente pensa de maneira diferente dos homens. A gente não dá ponto sem nó. Tudo que fazemos tem um significado, uma intenção. Eles não, são mais avoados quanto a isso. E há lá as vantagens de sermos assim: planejamos coisas bacanas, compramos presentes significativos, medimos mais o que vamos falar e coisas do tipo. Mas no geral eu sofro bastante por isso.

    Responder

  2. Posted by Dona Mila on 21/10/2010 at 09:08

    Boa, chega de pessimismo. E sou eu que te visito sempre que possível, adoro isso aqui.🙂

    Responder

  3. Tem toda a razão Ericka! E sério, as vezes fico indignado com outra situação: vc está online, o celular longe, chega uma msg, sério 80% das vezes é a TIM, então nem esquento. Passa 5min a autora da msg aparece no MSN: “Poxa nem pra responder minha mensagem hein?”

    Pô mas eu nem li! Se eu estou online, escreva aqui suas inquietações, não? Sério, entender mulher é complexo e dá trabalho!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: